• Veduca

Conheça as 5 melhores formas de aprender

Conhecer as melhores formas de aprender pode fazer com que você encontre aquela que melhor encaixe em seu perfil. Afinal, por mais que existam técnicas comprovadamente mais eficientes do que outras, isso não quer dizer que elas serão aquelas às quais você vai se adaptar melhor. Se quer saber mais sobre esses modos de aprendizado, continue lendo e se inteire com as informações a seguir:


1. Prática distribuída

Dentre as diversas formas de aprender, o método de estudo conhecido como prática distribuída se destaca por espaçar o seu tempo de estudo em períodos uniformes a fim de dar um descanso à sua mente. E, ao mesmo tempo, manter uma constância em seu empenho na memorização e assimilação daquele conhecimento. Dados da revista científica Psychological Science in the Public Interest indicam que você intervale o seu tempo de estudo em 10% ou 20% do total planejado. Em outras palavras, se quer guardar algo que aprendeu por 4 anos, volte àquele conhecimento de 5 em 5 meses — ou, sendo mais realista, se quer lembrar algo por uma semana, estude todos os dias. Ah, vale lembrar que essa técnica é a considerada a mais eficiente pelo estudo científico que tomamos como referência na introdução deste post.


2. Estudo intercalado

O estudo intercalado, outra forma de aprender bastante comum, não é tão potente quanto a prática distribuída mas tem o seu valor por prender a atenção do estudante por mais tempo fazendo com que mantenha o foco por um período prolongado. É mais indicado para a área de exatas, já que, na leitura de textos interpretativos, pode misturar diferentes informações em um curto espaço de tempo, fazendo com que haja pouca retenção do que está sendo lido.


3. Autoexplicação

A autoexplicação também funciona bem para temas mais abstratos. Se utilizada durante o estudo ou em seus intervalos, pode contribuir bastante para a assimilação do que foi lido trabalhando. Pode, ainda, ajudar a melhorar a capacidade argumentativa sobre aquele assunto. Se utilizado após os estudos, em um momento em que aquela informação já tiver “esfriado”, pode não ter um efeito tão benéfico.


4. Resumos

Talvez você fique surpreso, se dissermos que os resumos não são uma das formas de aprender das mais eficientes. E sabe por quê? A eficiência dessa técnica está ligada à retenção de conhecimento para provas escritas nas quais você precisará desenvolver um argumento. Porém, em uma prova objetiva na qual as opções serão definidas de uma forma não será descrita por você, pode não funcionar tão bem assim. Como pode ver, cada método se aplica melhor a um tipo de situação. Saiba escolher aquele que melhor se encaixa em seu perfil estudantil.


5. Releitura

A releitura, se feita de forma massiva, pode ser bastante útil, principalmente quando se está estudando para um concurso público. A razão disso é a máxima de que “a prática leva a perfeição” e, quanto mais você reler aquilo que já conhece, mais vai reter aquela informação. Obviamente, não estamos advogando que você estude até a exaustão. Isso pode ser danoso à sua saúde. Avalie bem qual forma de aprender pode melhor atender aos seus interesses e aplique-a em uma rotina de estudos saudável. Aproveite que agora conhece essas cinco ótimas formas de aprender algo e opte por aquela que trará os melhores resultados aos seus objetivos. Você só tem a ganhar com isso! E aproveite para seguir a página da Veduca no Facebook, Twitter e LinkedIn e continuar por dentro do melhor conteúdo sobre experiências de aprendizagem.

NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades, lançamentos e promoções.

© Veduca   -   Todos os direitos reservados.